segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Atrasadérrima, mas beleza. rs



Olá, pessoas lindas do meu Brasil! I'm back, bitches! hehehehe
Acabei esquecendo, durante e até mesmo depois dos Jogos Olímpicos, de falar sobre a medalha inédita da nossa querida Poliana Okimoto (foto). :)
Em 2012, eu cheguei a falar da etapa do Circuito Paulista de Maratonas Aquáticas, que disputei em 2011 (esse no qual tirei a foto com ela, como vocês podem ver), né? rs 

Pois bem... durante os jogos do Rio, eu acompanhei a prova em que a Poliana e a Ana Marcela Cunha disputaram. Torci muito por elas, é óbvio, principalmente pela Poliana, pois a admiro desde 2008. Fiquei triste pela Ana Marcela, mas muito muito muito feliz pela Poliana. Quando a prova terminou, e ela chegou em quarto lugar, fiquei triste por nenhuma das duas ter conseguido medalha, inicialmente, mas, ainda assim, estava orgulhosa dela por ter chegado em uma boa posição. Porém, quando anunciaram que a nadadora francesa, que supostamente havia chegado em segundo e ganharia a Prata, foi desclassificada, dando a medalha de Bronze para ela, eu até chorei de emoção. De verdade, essa foi uma das medalhas que mais comemorei, pois sei o quanto ela lutou para chegar onde chegou. Isso a torna, sem sombra de dúvida, na maior nadadora da história do esporte brasileiro e tenho o imenso ORGULHO de dizer que já nadei com ela, na Etapa Wet'N'Wild do Circuito Paulista de Maratonas Aquáticas de 2011 (nos meus tempos áureos de nadadora). :D
Espero vê-la nos Jogos Olímpicos de Tóquio, com direito a dobradinha com a Ana Marcela. :)
E também espero que tenhamos mais medalhas na Natação, pois, infelizmente, ficamos devendo nesses Jogos. 
Bom... por enquanto, é só, people. 
Beijos a todos.
Tais Cristina, a ex-nadadora orgulhosa de ter nadado ao lado de uma medalhista olímpica. hehehe